quinta-feira, 19 de outubro de 2017

CRIMINOSOS ASSALTAM AGÊNCIA DOS CORREIOS EM JAGUARAÇÚ, MAS POLÍCIA RECUPERA DINHEIRO

Bandidos foram apreendidos após cerco da PM (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Três homens foram presos nesta quarta-feira (18) em Timóteo, após assaltarem uma agência dos Correios em Jaguaraçu (MG), na manhã desta quarta. Eles estavam armados, invadiram agência e lavaram o dinheiro do cofre; quantia ainda não foi contabilizada.

Segundo a Polícia Militar, os criminosos roubaram um taxi em Ipatinga e usaram o veículo para cometer o crime. A PM montou um cerco e conseguiu prender os suspeitos em Timóteo. Com eles, a polícia recuperou mais de R$ 20 mil, além do revólver calibre 22, utilizado no roubo.

Por se tratar de uma agência dos Correios, a Polícia Federal vai investigar o caso.

FONTE:https://g1.globo.com/mg/vales-mg/noticia/criminosos-assaltam-agencia-dos-correios-em-jaguaracu-mas-policia-recupera-dinheiro.ghtml



INSEGURANÇA FAZ CORREIOS NÃO ENTREGAREM ENCOMENDAS EM BAIRROS DE PG

Evandro pagou o frete, mas precisou ir até o CDD Mirim buscar a encomenda (Foto: Alberto Marques/AT)
Mais um ano vai chegando ao fim, e os moradores de parte dos bairros da Praia Grande continuam sem receber correspondências e encomendas em casa, devido à insegurança dos bairros em que residem. O problema, segundo os munícipes, persiste há dois anos. 
 Desta forma, mesmo pagando frete para a entrega, muita gente precisa se dirigir até o Centro de Distribuição Domiciliar (CDD) dos Correios para retirar as compras feitas virtualmente. No CDD da Mirim, por exemplo, há reclamações diariamente. 
Na manhã de ontem, o eletricista Evandro Belle, de 45 anos, que mora na Vila Mirim, foi à unidade buscar o radiador automotivo que comprou na internet.
“Só de frete gastei R$ 26,45. Era para receber em casa, que fica na Rua Ator Jorge Doria. Como sei que eles não entregam, tenho que ficar acompanhando o produto no site pra vir buscar. No final, gasto dinheiro com o frete e com a gasolina do meu carro”, queixa-se Evandro.
Investe menos
A comerciante Thais Carvalho, de 32 anos, que reside no Quietude, tem um prejuízo muito maior. Dona de uma loja de roupas, ela gasta R$ 60,00 em frete toda semana. 
“Para entregar as minhas correspondências, o carteiro vai. Mas deixar as minhas encomendas, não tem jeito. Uma vez por semana preciso vir (ao CDD da Mirim) retirar os produtos. Com o dinheiro que gasto à toa com o frete, poderia comprar mais mercadorias para minha loja. Mas não. Infelizmente”, comenta. 
Sem solução
Questionados sobre o transtorno, os Correios, por meio de sua assessoria de imprensa, alegam que, nos locais considerados áreas de risco, o destinatário é realmente orientado a retirar a encomenda na unidade de entrega mais próxima. Isso é feito para garantir a segurança dos seus funcionários. 
A Prefeitura de Praia Grande afirma que a Guarda Municipal tenta coibir a violência com rondas nas áreas de risco, e a Administração investe “em câmeras de monitoramento e modernos softwares para auxiliar na investigação dos eventuais crimes cometidos contra os carteiros”. Até a publicação desta matéria, a PM não havia se pronunciado.

FONTE:http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/praia-grande/inseguranca-faz-correios-nao-entregarem-encomendas-em-bairros-de-pg/?cHash=14c46028dc80a17952e90254290f8e09



quarta-feira, 18 de outubro de 2017

FENTECT CONTESTA DEMISSÃO INJUSTA DE EMPREGADO POR CENSURA DA ECT

A FENTECT repudia a demissão de funcionários dos Correios por justa causa, por falarem a verdade sobre a situação da estatal. Enquanto a empresa maquia a realidade do trabalhador, responsabilizando a categoria pela má gestão, também censura os empregados, a fim de garantir o silêncio daqueles que precisam sobreviver à precariedade dos Correios.
Recentemente, a federação recebeu a notícia da demissão de um trabalhador de Joinville (SC), devido ao registro pelo qual ele contesta as declarações de crise na empresa, nas quais o presidente Guilherme Campos sempre afirma à mídia a redução do serviço de entrega de cartas na estatal.
A FENTECT se coloca à disposição desse empregado, assim como a assessoria jurídica da federação, para que acompanhe o caso e tome as providências cabíveis na busca pela readmissão do empregado.

Posturas ditatoriais serão combatidas nos Correios. Como representantes dos trabalhadores, a federação e os sindicatos não vão se calar diante das ameaças e o assédio moral da direção dos Correios. Por hora, a FENTECT reforça que é necessário a empresa reavaliar a demissão do ecetista de Santa Catarina e a reintegração imediata do trabalhador.

FONTE:http://www.fentect.org.br/noticia/fentect-contesta-demissao-injusta-de-empregado-por-censura-da-ect/#imageGallery[pp]/0/


MINISTÉRIO DA FAZENDA AUTORIZA AUMENTO DAS TARIFAS DE SERVIÇOS DOS CORREIOS

A revisão das tarifas ainda depende de aprovação pelo Ministério das ComunicaçõesMarcello Casal Jr/Agência Brasil
O Ministério da Fazenda autorizou, pela segunda vez este ano, o aumento das tarifas cobradas pelos Correios. Na edição de hoje (18) do Diário Oficial da União, o governo autoriza o reajuste “sob forma de recomposição” das tarifas dos serviços postais e telégraficos nacionais e internacionais. O reajuste ocorre em duas parcelas: a primeira de 6,121% será por prazo indeterminado e a segunda, de 4,094% vai vigorar por 64 meses.

A revisão das tarifas ainda depende de publicação de aprovação pelo Ministério das Comunicações, de acordo com o Diário Oficial. Com o aumento, a carta comercial de até 20 gramas passará a custar R$ 1,83. Anteriormente, o valor era R$ 1,23.


Em abril, o Ministério da Fazenda havia autorizado aumento de 7,485% nas tarifas dos serviços postais e telegráficos prestados pelos Correios. Na época, a empresa explicou que os serviços da estatal são reajustados todos os anos, com base na recomposição dos custos, como aumento dos preços dos combustíveis, contratos de aluguel, transportes, vigilância, limpeza e salários dos empregados. As tarifas são atualizadas com base no Índice de Serviços Postais, indicador formado a partir de uma cesta de índices, como INPC, IPCA, e IGP-M.

FONTE:http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2017-10/ministerio-da-fazenda-autoriza-aumento-das-tarifas-de-servicos-dos-correios


CORREIOS É CONDENADO A PAGAR INDENIZAÇÃO A EMPREGADO POR ASSALTOS EM AGÊNCIA

A 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (RO/AC) manteve o pagamento de indenização por danos morais a um empregado da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), que foi vítima de dois assaltos no ambiente de trabalho. No entanto, diminuiu o valor arbitrado pelo juízo de 1º grau.

A reclamação trabalhista teve origem no município de Presidente Médici.

(RO), distante 409 km da capital Porto Velho, onde D.V.F. buscou reparação na Justiça do Trabalho pelos danos morais sofridos em decorrência da violência sofrida. A Vara do Trabalho de Ouro Preto do Oeste (RO) sentenciou pelo pagamento da indenização, no valor de R$ 10 mil por cada assalto ocorrido.

Tanto o autor da ação, quanto a ECT, entraram com recursos na 2ª instância. O empregado pediu a reforma da sentença para aumentar em R$ 40 mil a condenação por danos morais. Já a empresa levantou a sua ilegitimidade passiva (de que não poderia ser processada pelo motivo alegado pelo autor), bem como questionou a condenação pelo pagamento de danos morais, o fracionamento da decisão por cada assalto sofrido e a redução do valor da indenização. A ECT ainda requereu a aplicação dos juros de mora do art. 1º F da Lei 9.494/97 e OJ n. 7 do Pleno do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ou seja, que os juros e correção monetária seguissem os mesmos critérios adotados em relação às condenações da Fazenda Pública, o que foi acatado pela Turma.

Ao analisar o mérito dos recursos, o relator e presidente da 2ª Turma, desembargador Carlos Augusto Gomes Lôbo, não acolheu os argumentos da ECT de que a questão envolve unicamente a segurança pública, sendo responsabilidade do Estado, e que os assaltos são consequência de caso fortuito ou força maior. "É obrigação do empregador manter o ambiente de trabalho hígido e seguro, livre de qualquer investida criminosa, não se podendo atribuir unicamente ao Estado a responsabilidade pela segurança dos empregados no local de trabalho", afirmou em seu voto.

Segundo Carlos Lôbo, o fato de ser correspondente bancário (Banco Postal) submete a ECT aos termos da Lei nº 7.102/83, havendo assim movimentação financeira por parte de seus empregados, o que os coloca em potencial risco de assaltos. "Afronta o princípio da isonomia conferir aos empregados da ECT tratamento diferenciado em relação aos empregados de uma instituição bancária. Esse tem sido o meu posicionamento em diversos casos envolvendo a terceirização ilícita praticada entre instituição bancária e os correios", registrou ao ponderar ainda que o Tribunal Superior do Trabalho (TST) também já decidiu sobre o tema.

Sobre a negativa ao recurso obreiro, o relator disse em seu voto que o valor "não se mostra razoável", com base na existência de precedentes da Turma, com apreciação de casos envolvendo assalto em agência dos Correios (Banco Postal), onde foi estipulada indenização total no valor de R$ 10 mil.

Integram a 2ª Turma do Regional também os desembargadores Vania Maria da Rocha Abensur e Ilson Alves Pequeno Junior.

A decisão da 2ª Turma é passível de recurso.

(Processo nº 0000323-22.2016.5.14.0101)

FONTE:http://www.rondoniagora.com/geral/correios-e-condenado-a-pagar-indenizacao-a-empregado-por-assaltos-em-agencia


terça-feira, 17 de outubro de 2017

VÍTIMA DE ACIDENTE NA PONTE DA SAUDADE ERA FUNCIONÁRIA DOS CORREIOS


Arlete, uma das vítimas do acidente, trabalhava nos Correios
Uma das vítimas do violento acidente que matou duas pessoas na Ponte da Saudade no início da noite desta segunda-feira, 16, era funcionária dos Correios, lotada na agência central da Praça Getúlio Vargas, em Nova Friburgo, e muito querida dos friburguenses. Arlete da Silva Cabral tinha 54 anos e estava com o neto no carro. O choque aconteceu na altura do Km 77 da rodovia, perto de um posto de gasolina. 

A outra vítima foi o bombeiro Carlos Alberto Araújo, conhecido como Badiu, de 49 anos. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele estava em uma motocicleta quando bateu em um carro, caiu no chão (foto abaixo, de leitor) e foi atropelado por outro veículo, que, em seguida, caiu dentro do Rio Santo Antônio, às margens da RJ-116. Ele não resistiu aos ferimentos.

Arlete, que dirigia o carro que caiu no rio, foi socorrida pelos bombeiros e levada para o Hospital Municipal Raul Sertã, mas morreu na unidade de saúde. O neto dela, cuja idade não foi divulgada mas deve ter em torno de 3 anos, também estava dentro do veículo e sobreviveu. 

Segundo o comandante do 6º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM), coronel Fábio Gonçalves, Carlos Alberto não estava na ativa de 2008, por sofrer de epilepsia. Portanto, não está descartada a hipótese de que ele tenha passado mal antes do acidente.


Os laudos da perícia devem esclarecer o caso, que é investigado por agentes da 151ª Delegacia de Polícia. Por causa do acidente, o trânsito no trecho teve que ser operado em pare e siga pela Rota 116, concessionária que administra a via. A Polícia Civil realizou perícia no local e os corpos foram levados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Nova Friburgo.


O velório do bombeiro será realizado na Capela 5C do Memorial da SAF até as 15h e o sepultamento será às 17h em São Pedro da Serra. Ainda não se tem informações sobre o velório e o sepultamento de Arlete.

FONTE:https://avozdaserra.com.br/noticias/vitima-de-acidente-na-ponte-da-saudade-era-funcionaria-dos-correios




segunda-feira, 16 de outubro de 2017

CORREIOS PRORROGAM PRAZO DE INSCRIÇÕES DE CONCURSO PARA 88 VAGAS

Os Correios prorrogaram o prazo de inscrições e alteraram a data da prova do concurso público para 88 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de níveis médio/ técnico e superior. Agora, os candidatos podem se inscrever até o dia 5 de novembro. A prova será aplicada em 10 de dezembro.


Os salários vão de R$ 1.876,43 a R$ 4.903,05. O Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades) é a organizadora responsável pela seleção.

Os cargos de nível superior são para enfermeiro do trabalho júnior, engenheiro de segurança do trabalho e médico do trabalho júnior.
As vagas de nível médio são para auxiliar de enfermagem do trabalho e técnico de segurança do trabalho.

Do total das oportunidades, 10% são reservadas para pessoas com deficiência e 20% para negros.

As inscrições devem ser feitas até o dia 5 de novembro pelo site www.iades.com.br. A taxa é de R$ 50 para nível médio e R$ 70 para nível superior.

As oportunidades são para Brasília, Rio Branco, Maceió, Manaus, Macapá, Salvador, Fortaleza, Vitória, Goiânia, São Luís, Belo Horizonte, Campo Grande, Belém, João Pessoa, Recife, Teresina, Curitiba, Rio de Janeiro, Natal, Porto Velho, Boa Vista, Porto Alegre, São José (SC), Aracaju, Bauru (SP), São Paulo e Palmas. Não há vagas para o estado do Mato Grosso.
A prova está prevista para o dia 10 de dezembro, no turno da tarde, e terão duração de quatro horas.

Segundo os Correios, a seleção tem como objetivo repor o quadro de profissionais técnico-especializados, em cumprimento às exigências de norma regulamentadora do Ministério do Trabalho. Essa norma estabelece, dentre outros critérios, a exigência legal mínima de um quantitativo de cargos para compor o SESMT (Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho) da empresa



 FONTE:https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/correios-prorrogam-prazo-de-inscricoes-para-88-vagas.ghtml





PF CUMPRE MANDADOS CONTRA GRUPO QUE OSTENTAVA DINHEIRO ROUBADO DE BANCOS E CORREIOS, NA PB

Polícia Federal cumpriu mandados na Paraíba contra suspeitos de roubar bancos que ostentavam dinheiro de assaltos (Foto: Divulgação/Polícia Federal)
Polícia Federal na Paraíba cumpriu nesta segunda-feira (16) em João Pessoa quatro mandados de prisão contra suspeitos de participarem do assalto a uma agência do Correios na cidade de Cabedelo, na Grande João Pessoa, em julho deste ano. Os suspeitos alvos dos mandados estão presos em presídios da capital paraibana após uma operação da Polícia Civil da Paraíba.

Conforme material divulgado pela Polícia Federal, os quatro suspeitos, um paraibano e três homens naturais do Mato Grosso, tiraram fotos ostentando os maços de dinheiro roubados de agências bancárias e dos Correios. Em uma das fotos, recolhidas pela PF após perícia no celular dos presos, um dos suspeitos varre notas de R$ 50 e R$ 100.

Somente o assalto registrado na agência dos Correios em Cabedelo, na madrugada do dia 8 de junho deste ano, rendeu à organização criminosa mais de R$ 9 mil, segundo levantamento da Polícia Federal. Os mandados de prisão preventiva foram expedidos pela 16ª Vara Federal na Paraíba e o grupo responderá por formação de quadrilha e furto qualificado.

De acordo com o delegado da Polícia Federal responsável pelo cumprimento dos mandados, Leonardo Paiva, outras prisões podem surgir, uma vez a investigação aponta para um esquema de atuação de criminosos do Mato Grosso que se revezavam em idas até a Paraíba com apoio de assaltantes paraibanos para ataques a instituições financeiras e agências dos Correios.

Os suspeitos do Mato Grosso vieram para a Paraíba com a intenção de realizar diversos crimes contra Correios e instituições bancárias, sendo que, ao se prepararem para realizar uma ação contra o Banco do Brasil, foram impedidos pela Delegacia de Combate a Crimes Contra o Patrimônio, unidade da Polícia Civil, em João Pessoa.

A partir desta prisão, a Polícia Civil começou a trocar informações com a Polícia Federal, permitindo a identificação do grupo como responsável pelo assalto à agência dos correios. Ainda conforme informações da Polícia Federal, os suspeitos estão sendo ouvidos nesta segunda-feira e existe a possibilidade de mais pessoas naturais do Mato Grosso envolvidas com a quadrilha.

FONTE:https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/pf-cumpre-mandados-contra-grupo-que-ostentava-dinheiro-roubado-de-bancos-e-correios-na-pb.ghtml


FUNCIONÁRIOS DE AGÊNCIA DOS CORREIOS NO CENTRO DE MANAUS PARAM ATENDIMENTO PARA COBRAR SEGURANÇA

Agência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) localizada no Centro de Manaus (Foto: Ariane Alcântara/G1 AM)

Funcionários de uma agência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), localizada no Centro de Manaus, paralisaram as atividades na manhã desta segunda-feira (16). Eles protestam contra a retirada de vigilantes que fazem a segurança do local.

E empresa informou ao G1 que as agências funcionam com os itens mínimos de segurança (CFTV, alarme e cofre com fechadura de retardo) e estão operando normalmente. A paralisação temporária aconteceu somente na Agência Saldanha Marinho.

De acordo com um funcionário da agência, Herbert Amazonas Massulo, não há segurança na agência. No local, nenhum representante da empresa quis falar com a reportagem.


"Pela manhã, nós chegamos e nos deparamos com a notícia de que a empresa tinha retirado os vigilantes, que encerrou os contratos dos vigilantes, e nós resolvemos parar porque estamos com um processo de muitos assaltos nas agências dos correios", informou o funcionário.

Funcionários de agência dos Correios cobram segurança no Centro de Manaus (Foto: Ariane Alcântara/G1 AM)

Segundo Herbert, funcionários se reúnem com três representantes da empresa para tentar solucionar o problema.

Uma outra funcionária, que preferiu não se identificar, a situação ocorre em todo o país. "Retiraram a segurança no Brasil todo. A gente trabalha com volume de dinheiro muito grande e a fica à mercê dos bandidos", afirmou.

Para Raver Kelvin Guerreiro, 20, que veio fazer um depósito, não pôde pela falta de funcionários. "Vim fazer um depósito porque aqui é bem mais prático. Não sabia que não estava funcionando. Isso é muito chato", informou.

FONTE:https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/funcionarios-de-agencia-dos-correios-no-centro-de-manaus-param-atendimento-para-cobrar-seguranca.ghtml



sexta-feira, 13 de outubro de 2017

CRIMINOSOS FAZEM MORADORES REFÉNS E INVADEM CORREIOS DE TALISMÃ

Criminosos renderam funcionário e levam dinheiro de cofre dos Correios (Foto: SINTECT/Divulgação)

Criminosos assaltaram uma agência dos Correios na cidade de Talismã, na madrugada desta sexta-feira (13), por volta das 2h40. Antes de entrar no local, eles invadiram uma casa que fica aos fundos e fizeram os um casal de idosos, com 66 e 67 anos, reféns. Ninguém se feriu.

Conforme a Polícia Militar, os moradores contaram que dormiam na área da casa quando foram surpreendidos por três homens armados. Os criminosos roubaram os celulares e deixaram os idosos trancados em um dos cômodos.


Segundo o Sindicato dos Trabalhadores na Empresa de Correios e Telégrafos (Sintect), os criminosos entraram pelo buraco do ar-condicionado, abriram o cofre e levaram dinheiro. Um carro que teria dado apoio na fuga foi encontrado abandonado próximo à TO-296. Até o momento ninguém foi preso.

FONTE:https://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/criminosos-fazem-moradores-refens-e-invadem-correios-de-talisma.ghtml